Tuesday, November 07, 2006

Tempo de lei

Por que tenho eu de sair de casa sem ver a minha filha acordada? Tenho tudo para começar mal o dia, não me chega espreitá-la a dormir. Falta-me o sorriso dela, o abraço apertado, o dedo a apontar para qualquer urgência que determine... Raios!

Apelam à natalidade num país envelhecido e por isso comprometido. Quererão os governantes que nos limitemos a procriar, sem que tenhamos tempo para estar com os nossos filhos. É de tempo que se trata e recuso-me a falar da qualidade(quero crer que todos os minutos que temos com os nossos filhos são de qualidade... basta que existam). Reduzem o horário de um dos pais durante um ano, e acham que basta. Não chega, não basta... Deixam as mães ficar em casa durante cinco meses e só quem não entrega um bebé de cinco meses nas mãos de outra pessoa para o criar é acha que está bem assim... Não está, não chega!

Não quero outro país ou outro povo que não o nosso. Mas é nestas alturas que suspiro por civilização e pelo privilégio de poder sair de casa com o calor do abraço da minha filha.
Hoje, não é um bom dia neste jardim!

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Não sei se sabes que a União Europeia, atenta ao fenómeno da derrapagem da nossa demografia, aconselhou Portugal a investir em políticas de captação e acolhimento de emigrantes, por forma a que estes venham para cá procriar e povoar o país.
Espero que te sirvam de consolo os momentos, de qualidade, todos, como disseste, que passas com a tua filha.

Tuesday, November 7, 2006 at 8:49:00 AM PST  

Post a Comment

<< Home